Guia do Nativo #14 – Vale do Anhangabaú

O Vale do Anhangabaú que hoje é um respiro e uma janela ao horizonte em meio a tantos prédios e ruas curtas da São Paulo Antiga, há muito tempo foi o quintal dos fundos da cidade. Afinal a urbanização de São Paulo começou a partir do leste, pelo lado do rio Tamanduateí e por conta disso todos olhavam para dentro, ou seja, para a rua São Bento e para a Libero Badaró.

Guia do Nativo #11 – Gocta

Vídeo Podcast Introdução Gocta é terceira catarata mais alta do Peru e está localizada no departamento de Amazonas. Essa catarata passou a ser conhecida a partir de 2006 quando exploradores alemães liderados pelo arqueólogo Stefan Ziemendorff decidiram medi-la e descobriram que tinha 771m de altura divididos em duas quedas, a primeira com 231 metros eContinuar lendo “Guia do Nativo #11 – Gocta”

Guia do Nativo #10 – Kuélap

Vídeo Podcast Introdução Sempre antes de visitar um lugar, gostamos de ler e estudar sobre, porque assim podemos ter uma experiência mais completa e profunda. Dessa vez pude me preparar bastante antes de conhecer o Amazonas peruano e as culturas pertencentes a esse local tão bonito. A cultura que mais me chamou atenção foi aContinuar lendo “Guia do Nativo #10 – Kuélap”

Guia do Nativo #08 – Centro Cultural de São Paulo

O centro cultural de São Paulo é aquele lugar que você vai para relaxar, ler um bom livro, meditar e até pegar sol. Mas não se engane, você também pode ir com o seu grupo de dança ou ir assistir uma peça de teatro!

Guia do Nativo #07 – Parque Aclimação

O Parque da Aclimação está localizado pertinho do centro e é um lugar com uma história espetacular, todo um bairro foi populado ao seu redor, bairro este que teve o seu nome batizado, clica e conheça o Parque que um dia foi Jardim Zoológico Aclimação. Está com preguiça de ler? Assista o nosso vídeo no youtube ou escute o nosso podcast no Spotify!

Guia do Nativo #06 – Edifício Martinelli

Martinelli é um gigante de concreto armado no centro de São Paulo e impressionava não só pelas dimensões como pela ornamentação e luxuoso acabamento, com tudo o que havia de melhor na época. Portas de pinho de Riga, escadas de mármore de Carrara, vidros, espelhos e papéis de parede belgas, louça sanitária inglesa, elevadores suíços, paredes das escadas revestidas de marmorite, pintura a óleo nas salas a partir do 20º andar, 40 quilômetros de molduras de gesso em arabescos.

Guia do Nativo #05 – Monumento às Bandeiras

Nesta publicação vou falar sobre a história, dar dicar e mostrar como chegar no Monumento às Bandeiras, que foi uma das construções da época para celebrar os 400 anos de São Paulo.

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora